Indicando um conto: Meu feliz para sempre De Tânia Giovanelli

1 de dez de 2018


Boa tarde que tal mais uma dica de conto para esse fim de semana?

Nadya não esconde de ninguém que seu sonho é namorar, noivar e casar, ela não é garota ´para se enrolar, é a típica "garota pra casar" tanto que dispensou Vínicio, o cara que ela sempre gostou, porque ao pressioná-lo ele disse que não estava pronto para algo mais sério.
As semanas passam e Nadya está na fossa suprema, as amigas e amigos até tentam arrastar ela para fora de casa, mas mesmo sendo ela a terminar o namoro, a depressão bateu forte, e ela só quer dormir e ficar em casa.
Mesmo assim ela sai, na festa acaba encontrando o ex, e resolve ir para casa.
Em casa ela encontra conforto nas palavras de Lu, um amigo ao qual ela conhece apenas pela internet, mas que a ouve e a conhece tão bem, que parece que se conhecem de outras vidas.
Será que Vinicio realmente desistiu? Como ele irá reagir quando souber que Nadya está muito próxima de conhecer Lu, e talvez esquecer tudo que tiveram.

Um conto leve e curtinho, mas muito gostoso de ler, o final surpreendente também foi algo agradável de se ler.
Indico para quem procura um romance rápido, e com final feliz, um feliz para sempre.
Leia mais

Precisamos falar sobre o livro Tributo ás flores Mortas de Viviane Santyago.


Olá queridos leitores que acompanham o blog! A dica de hoje não é apenas um livro, é uma reflexão, e conscientização, sobre agressão as mulheres, e a dificuldade que elas enfrentam para fugir de tais relacionamentos abusivos. Viviane Santyago nos relatou sobre 30 dias na casa de acolhimento Santa Isabel para mulheres agredidas e com seu talento inigualável nos mostrou as dificuldades tanto das mulheres agredidas, quanto dos que querem ajudar estas pessoas tão debilitadas pelas tragédias da vida.

O livro contém transcrições de relatos telefônicos, e as cruéis estatísticas que abalam no nosso país, "o Brasil é o quinto país do mundo que mais mata suas mulheres" relata ela "mais de doze mil mulheres são agredidas por dia no Brasil". São números alarmantes, mas cada um desses números é uma pessoa, uma mulher a quem talvez não ajudemos, por preconceito, ou por julgamento.

Dona Valéria é a narradora deste drama real, que passa por mulheres destruídas, desde seu físico, até o mínimo pedacinho de seu ser. Sua última esperança é o centro de acolhimento.
O livro relata também como muitas delas acabam dando mais uma chance ao agressor, com a promessa de que tudo mudará, mas não muda. Às vezes a agredida volta para casa apenas para ser morta, sem julgamentos, a autora nos intera e conscientiza sobre coisas que mal imaginávamos existir nesse país, e no mundo.

A autora tem trazido assuntos extremamente relevantes em cada um de seus livros, e dessa vez não foi diferente.

Recomendo a leitura para todas as mulheres, que já sofrerão em um relacionamento abusivo ou não, e para os homens que desejam ser pessoas melhores,esta é a melhor dica de leitura que poderiam te dar.
Leia mais

Super dica da Semana : Eu estou Aqui de Valentina Carter


Olá pessoinhas lindas que acompanham o blog!A super dica de hoje é um romance que parte da amizade, e passa por todos exemplos de superação e força do ser, inclusive amar Star Trek quando se é fã de Star Wars. Deixa eu explicar isso bonitinho para vocês.

Mason é um estrangeiro vindo do Texas para o Brasil, Luna é uma garota que viveu a maior parte de sua vida no Japão. Um dia os dois se encontram em uma cafeteria e Mason sem querer derruba seu café sobre ela, a partir daí ele ganha seu apelido que nunca mais parará de ser repetido pela boca daquela garota nerd. Kono Paca que em japonês significa algo como grande idiota. Parece que aquele momento não alterará em nada suas vidas. Mas ao chegar em casa Mason vê que seu gatinho chamado Gandalf está passando mal, e imediatamente liga para o primeiro número de clínica veterinária, e advinha quem vem atender seu bichano: Luna!

Alguns anos se passam e agora os dois são melhores amigos, o texano conta todas as suas conquistas para ela, e incentiva que ela procure alguém com quem ficar, mas da primeira vez que vão para balada juntos, as coisas não saem bem como planejado.

Aos poucos os dois vão percebendo que tem ciúmes, e sentimentos maiores do que amizade um pelo outro, mas é claro que nenhum dos dois irá admitir com medo de perder ou magoar um ao outro.

Luna começa então a ficar com Luís seu colega de trabalho, Mason continua com sua Barbie modelo, mesmo sabendo que não há possibilidades de futuro entre os dois, mas acontece que Luís não é Mason, e a Barbie não é Luna.

Luna e Mason, são Nerds ao extremo, o livro é cheio de referências, e implicâncias dos dois em relação a Star Wars Vs Star Trek, Game of thrones, The Walkin Dead, e Marvel também são muito presentes no livro, fazendo com que o leitor dê boas risadas ao decorrer da trama.

Além disso o livro não é só um romance, há uma investigação em curso sobre a morte dos pais de Mason, e Luna mantém mistério do porquê de não querer voltar para o Japão já que nitidamente sente muita falta de lá.

Todos os personagens são muito bem trabalhados, e a pesquisa que claramente a autora fez, é incrível, aprendemos costumes tanto japoneses quanto americanos. de forma emocionante e envolvente.

A Playlist usada pela autora por vezes para nos encantar e por vezes para nos fazer rir, também merece grande destaque.

Amei cada página deste livro, e me senti em forte ressaca literária assim que terminei a leitura. Espero que passe logo pois desejo ler muitos livros ainda em 2018.

Indicado para todos os tipos de públicos, maiores de 18 anos, e que tenham um pouquinho de amor ao Geek.
Leia mais

Resenha: Apolo de Jéssica Miguel





Sabe aquelas pessoas que não gostam de sagas e séries de livro? Pois bem não sou eu! Acabo de me apaixonar novamente lendo Apolo, segundo livro da série Irmãos Timberg. Apolo se passa algum tempo antes do primeiro livro intitulado "Petrus" e nos traz uma luz sobre como os acontecimentos do segundo livro aconteceram, além de nos apresentar ao irmão atlético Apolo, e a querida e estabanada Bianca.

Bianca é médica legista, e não se imagina fazendo outra coisa, ela se sente confortável com seu trabalho, embora em alguns momentos suas emoções não consigam ficar apenas no IML. Bianca tem andado muito sedentária e sua irmã decide que deve arrastá-la para academia.
No primeiro dia em que começa a frequentar as aulas ela vira objeto de desejo de Apolo, que somente a observa sem se apresentar ou iniciar uma conversa. Acontece que tendo amigos em comum por causa da academia, Bianca e Apolo vão parar no mesmo barzinho com seus amigos, a conexão é imediata. Quando começam a conversar o mundo some ao seu redor,tanto Apolo quanto Bianca sentem a mesma coisa, mas qual deles dará o primeiro passo. Você terá que ler esse maravilhoso romance para descobrir como esses dois ficarão juntos.

Mais uma vez me surpreendi com o talento da autora, que em poucas páginas novamente me envolveu, e cativou, fazendo com que eu literalmente arfasse com o primeiro beijo do casal, além do mais recebemos informações extras sobre Petrus e Ana, o que por si só me deixou muito animada.

Indico esse romance de pouco mais de 100 páginas, para quem quer uma leitura curta e agradável que prenda o leitor do início ao fim.

Sobre a autora: Jéssica Miguel é a típica sagitariana, apaixonada por aventuras, ela ainda acredita em romances verdadeiros e contos de fada.
Leia mais

Resenha: Um Toque de Solidão de Danilo Barbosa



Olá leitores que acompanham o blog!Hoje tenho mais uma indicação daquelas para passar para vocês, e se você é como quase todos nós, um viciado em tecnologia, essa narrativa vai comover seu coração assim como tocou o meu.

Bento é um Nerd que literalmente respira e trabalha por aparelhos, já Ariel é uma tatuadora, uma mulher que toma iniciativa quando precisa, e é linda do seu jeito peculiar. Ambos são opostos um do outro, mesmo assim o amor tem dessas não é? Eles se casam, a paixão cegando todas as diferenças até então. Até que algum tempo depois a realidade bate a porta e provoca um desentendimento entre eles. Ambos são bem sucedidos no trabalho, e Ariel resolve ir para longe estudar novas técnicas de tatuagem, Bento não quer perdê-la, mas a deixa ir.
O mundo parece um lugar pequeno para ele agora, vazio e solitário, ele se aproxima cada vez mais dos amigos e do mundo virtual, e aumenta sua carcaça de solidão para as pessoas próximas. Assim somos nós, o livro reflete, nos conectando a pessoas que sequer conhecemos, e deixando as pessoas importantes para um dia, daqui a um mês, e assim mais anos se passam, e a solidão é sua única companheira.
Pois bem, quando Bento pensa não poder piorar, o mundo entra em pane! A internet de todo o planeta cai, televisões, rádios, nada mais funciona, tudo paralisado.As pessoas acabam se forçando a sair de casa e interagir. Bento se obriga a ir para as ruas ,entender o que está acontecendo. Balbúrdia e caos nas ruas informam que ele realmente não está sozinho nesse sentimento que se abate sobre nós tão acostumados com a tecnologia.

Bento põe se a refletir sobre Ariel, e sobre ter deixado o amor de sua vida acabar.

Em poucas páginas somos envolvidos por uma escrita dinâmica e cativante, capaz de nos transportar a uma realidade aparentemente assustadora. Danilo Barbosa me fez refletir e enxergar fatos que eu até então não percebera na minha própria vida cotidiana.

Indico esse conto para todos os tipos de leitores, como uma forma de avaliar a si mesmo, e a sociedade em que vivemos.
Leia mais

Indicando um conto: Desculpa Esqueci de Mim de Gio Soares




Olá pessoinhas que acompanham o blog! Hoje vim falar de um conto muito legal de uma autora da qual já era fã desde o primeiro livro, portanto não poderia deixar de indicar essa nova narrativa que reúne toda superação, amor e perseverança que uma família pode aspirar a ter em suas vidas.

O que você faria se tivesse a vida toda pela frente, sonhos, realizações, e acordasse bem mais velha, com pessoas que você não conhece, e aparência totalmente diferente do que lembrava?
Para Agatha tudo isso ainda parece um pesadelo, um homem do qual ela não se lembra está seminu em sua casa, uma garota que é muito parecida com ela quando tinha sua idade também mora naquela casa, e a chama de mãe.
Ela não consegue sequer imaginar o que está acontecendo com ela, após olhar o seu reflexo no espelho e enxergar sua versão envelhecida.
Tudo não passa de um sonho? Será que essa mulher é apenas esquizofrênica? Não vou contar este segredo tão bem ambientado pela autora. Só indico fortemente que leiam pois vale muito a pena.

Como eu disse acima o exemplo de amor e dedicação do marido de Agatha, nos leva lágrimas aos olhos, o realismo de emoções com que essas poucas páginas nos envolvem me fez apaixonar-me ainda mais pela escrita da autora.

Se você ficou curioso o conto está disponível pela Amazon, assim como Juntos e sem Destino (editora Skull) resenhado anteriormente pelo blog.

Leia mais